terça-feira, 3 de junho de 2008

BLACK






Gráficos: 9,0



Som: 8,5



Jogabilidade: 7,5



Diversão: 7,8



Replay: 8,0



Desafio: 9,0






NOTA FINAL: 8,8









A Criterion Games, responsável pela aclamada série Burnout, agora lança um novo FPS: Black.



O jogo impressionou a maioria dos legítimos jogadores de FPS pela qualidade gráfica e por oferecer um grande desafio até para os mais feras nos games de tiro em primeira pessoa, mas, para alguns, o título não passava de uma forma de entreterimento genérica. Leia a análise a seguir e descubra se o game é uma COLT 45 ou uma RPG.



Os gráficos, como já sitado anteriormente,são soberbos, com texturas detalhadíssimas e armas reproduzidas fielmente. O som também é bom, dependendo do lugar onde são realizadas as missões, os inimigos falam em diferentes línguas. Por exemplo: Em uma missão nos EUA, os inimigos gritam: "Grenade!" e em uma missão no méxico, eles gritam: " Graniada!". Mas em meio tem tantos sons de balas voando e granadas explodindo,é difícil notar isso... As músicas,em como outros títulos do gênero, só aparecem quando querem, são incidentais. A jogabilidade, também como muitos títulos de FPS do PS2, não é lá essas coisas, mas até que convence. A diversão é bem razoável, para alguns,a fórmula tiroteio intenso é divertidissíma e gratificante, para outros, é uma experiência vaga. O replay, bom, isso depende, se você gostou do jogo, vai ter o maior prazer em desbloquear as pistolas douradas, para quem não gostou, vai achar que terminar um jogo só para ganhar arminhas douradas é estúpido. E por falar em estúpido, esse deve ser o melhor elogio para a IA ( inteligência artificial). Eles querem que querem se esconder atrás de objetos altamente inflamáveis, e a lógica " Se eu levar um tiro, eu atiro." na maioria das vezes, não funciona. Olha só, Black, na verdade, não é um jogo difícil, e seu amigo vai rir na sua cara se você contar para ele em que em meio de tantos tiroteios, é preciso ter uma estratégia. E é isso que torna Black extremamente difícil. Bom, embora Black seja irritante para algumas pessoas e divertidíssimo para outras, na minha opnião, é um título que mostra o potencial de um console.

Nenhum comentário: