quinta-feira, 22 de maio de 2008

Prince of Persia: The Two Thrones




Gráficos:9,0



Som: 8,5



Jogabilidade: 9,0



Diversão: 8,8



Replay: 8,7



Desafio: 7,8






NOTTA FINAL: 9,3






P obre príncipe sem nome... Quando vai aprender? Não se brinca com as areias do tempo. Ainda não está satisfeito? Você já acabou ajudando um Vizier Maligno e criou um dêmonio negro chamado Dahaka. E agora, voltando a babilônia, descobre que quando destruiu as areias do tempo, o Vizier nunca foi destruído, não foi sequer enfrentado... E de quebra, ainda vai ter que lidar com seu lado negro, Tsc,Tsc,Tsc... No PS2, a série já recebeu dois jogos, The Sands of Time e Warrior Whithin, e agora, chega ao terceiro título, The Two Trhones. A produtora francesa Ubisoft corrigiu alguns deslizes que cometeu em Warrior whithin, como a personalidade do príncipe e a trilha sonora, que voltou a ser no estilo babilônico. Os gráficos continuam excelentes, porém é a mesma tecnologia usada em the sands of time... Tudo bem que ela ainda se mantém em um bom nível em relação à concorrência, mas já ficou um pouco ultrapassada. O som, como já dito anteriormente, é composto de barulhos estridentes e músicas a lá Persia. A jogabilidade continua excelente, agora melhor do que nunca, graças a uma nova adição à série, os Speed Kills, movimentos que permitem que você mate os oponentes silenciosamente. A diversão é gratificante, igualmente ao Replay, já que quando você termina o jogo uma vez, vídeos muito engraçados e alguns informativos são liberados. O desafio não é muito grande, os chefes são facílimos e o jogo é consideravelmente menor em relação ao seus antecessores. Bom, em suma, Prince of Persia: The Two Trhones mostra como inovar sem estragar um jogo. O terceiro título pode não causar o mesmo impacto do primeiro, mas com certeza, supera Warrior Whithin.



Nenhum comentário: