sexta-feira, 28 de março de 2008

Prince of Persia: Warrior Whithin



As trevas que se cuidem!



Gráficos: 9,0
Som: 8,0
Jogabilidade: 9,5
Diversão: 8,5
Replay: 8,0
Dificuldade: 8,5

NOTA FINAL: 9,0

A série PRINCE of PERSIA é conhecida pela grande parte dos jogadores como a franquia de ouro, em outras palavras prince of persia nunca decepciona. Seja o primeiro de todos, que revolucionou a história dos jogos de ação , seja The Sands of Time, para PS2, que foi declarado o melhor jogo de ação de 2003, ou seja Warrior Whithin, que apresentou um clima mais sombrio e sangrento.
O jogo possui uma excelente história e personagens carismáticos .
Os gráficos dão um show à parte, utilizando quase todo o poder gráfico do PS2, eles não deixam enxergar quase nenhum pixel, tudo isso rodando bem, sem sinais fortes de lentidão. Bom, mais infelizmente isso sacrificou um pouco do som, pois quando o príncipe sem nome da um grito de guerra, parece que uma cabra está dando à luz.
Em troca, a jogabilidade é simples, porém divertida, permitindo realizar diversos combos, cada um mais surpreendente que o outro, permitindo que o príncipe realize movimentos no melhor estilo matrix. A diversão, o desafio e o replay, foram postos na medida certa.
A produtora francesa ubisoft preferiu dar um ar mais sombrio ao príncipe sem nome, o lado ruim disso é que o príncipe gentil e educado de Sands of Time morreu, no lugar dele entrou em cena um príncipe mal educado, de boca suja e sádico.
E o jogo, obviamente, ficou mais violento, uma tentativa barata para que vendesse mais. Resumindo, PRINCE of PERSIA: Warrior Whithin é uma obra prima, mas como nada é perfeito, whithin tem alguns defeitos, porém, mesmo que você não consiga zerá-lo é uma experiência a qual vale se submeter .







Guerreiro das trevas: “ Alguém viu o prínci...”



Nenhum comentário: